expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Com quem?

Com quem posso eu partilhar os meus segredos,
A minha mágoa,
Já que a tristeza cercou a minha felicidade?
Com quem?
Com quem eu posso conversar, desabafar
Os meus pesadelos e a minha dor
Já que penso que não sou importante para ninguém?
Com quem?
Com quem posso eu sentar me para falar do meu passado
E dos meus sonhos para o futuro?
Com quem?

Quem me dá o colo, para deitar as lágrimas da sorte?
Quem me acolhe, neste lugar tão sinistro, cheio de injustiça,
Inveja, hostilidade …
Quem?

Será que eu fiz mal a alguém para estar a passar tudo isto?
Creio em Deus todo-poderoso para me salvar deste sofrimento.

Este maldito destino que me separou dos meus pais,
Da minha família e dos meus amigos …
E que me empurrou para o mundo da injustiça…
Mas tenho fé.
Às vezes penso em desistir desta vida, mas para não abortar
A esperança da minha Mãe, continuarei de cabeça erguida
Para fazer face à situação.
Quem sabe se, os meus sonhos, a minha fé e minha
Vontade, não irá vencer?
Só Deus o saberá!




Poema: feito por Celestino Elton Infanda.

8 comentários:

ParadoXos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ParadoXos disse...

este é na minha opinião o teu mais elevado poema!!
de grande inspiração sentimental e de uma inteligente consciência social!!


forte abraço

almariada disse...

Um grande abraço.

ParadoXos disse...

bom fim-de-semana!!
poeta!!

O homem e a mente disse...

Depende do que queres, uma Mãe ou uma mulher? Mas de todo modo será um ser feminino, mas ao mesmo tempo pergunto, teria mesmo que ser feminino?

Bom post..

AFRICA EM POESIA disse...

Vim e aqui desejo que encontres pelo menos amigos, que ajudem a superar a dor...



A PROCURA



Eu vou caminhando…
Caminhando sem parar…
Caminhando sem olhar para trás.

O andar é longo e espaçado
Porque não quero voltar…

Quero ir – procurar a luz…
Luz que me indique
Um caminho melhor…
Do que o que eu vou percorrendo…

E procuro a verdade…
E caminho para ela…
E procuro a justiça…
E tento abraçá-la…
Mas vejo a fome…
A guerra… e a dor…
E continuo a caminhar…
E a procurar…
Na ânsia de encontrar…
Um mundo melhor!...


Lili Laranjo

Chá das Cinco disse...

"Que Deus abençoe o povo africano"
A arte desse continente está no mundo todo, a religião é difundida, as danças são facinantes e a influência africada viaja principalmente pela América do Sul e Europa.
Um povo lindo, com garra,força e muita luta,um povo que apesar de tantos problemas não foge das suas batalhas.
O Brasil também é um pouco África.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Podes partilhar todos esses sentimentos com os amigos da blogosfera.Conte,sempre,comigo para te ouvir!

Um abraço!

Sonia Regina.